Translate

25 de novembro de 2011

Acreanês




Logo que cheguei aqui não falava muito bem o Acreanês. Compreendia muito bem as pessoas mas elas tinham dificuldades em me compreender. Com o tempo, fui aprendendo expressões e consegui adaptar a velocidade da minha fala à velocidade de fala local. Fiz diversos intensivos e cursos de aprimoramento na língua, incluindo também as expressões típicas, e hoje, passo desapercebido como sendo Acreano.

Algumas expressões são muito típicas e dominá-las determina experiência em diversas situações. Exemplifico com o relato da saída de campo que fiz esta semana, em ida ao rio Croa e visita à comunidade. No deslocamento pelo rio e visita aos comunitários, foi falado, entre outras, as expressões: 'Abicar' que tanto pode ser abicar a canoa na margem, quando abicar, se intrometer na vida do outro. 'nobalde' - "Não se preocupe, que lá estas plantas vão aparecer 'no balde'..." ou seja, muitas, em quantidade. A floresta estava cheia de 'balseiros' - galharia e resto de troncos da queda de uma árvore. "Não adianta nos ficarmos 'bolando' aqui na 'várge' que não vamos encontrar nada", ou seja, ficarmos indo de floresta em floresta dentro da área de várzea que aquela planta não é típica de ali.

Um caso engraçado aconteceu outro dia aqui em casa. Ouvindo o noticiário flagrei o locutor falando. "a prefeitura vai pagar o 13o dos funcionários 'em dias'..." comentei com minha esposa e ela afirmou que isto é correto, pelo menos aqui no Acre. Após um breve e acalorada discussão com ela (que é meu principal motivo de falar tao bem o acreanês), me convenci mas há bem pouco tempo pude complementar meu convencimento lendo o significado de 'em dias' no Dicionário de Acreanês (fonte do significado das palavras acima também), do Gilberto Braga de Mello, que comenta:

Em dias - Trata-se de uma expressão institucional da maior importância. Todo mundo fala: - "O estado vai pagar em dias". E não quer dizer que vão pagar em vários dias, não, ao contrário, pagou pontualmente.(...) Parece que essa aplicação do termo no plural, indevida em outras praças, no Acre confere uma importância especial ao dia do pagamento, dando a ele valor de vários dias, do mês inteiro. Faz sentido.

Realmente faz sentido...


1 comentários:

Isaac Melo disse...

Caro Athaydes,
realmente o Acre têm algumas peculiaridades em sua linguagem, como muito bem captastes. Eu mesmo de vez em quando, por aqui nessas terras mineiras, solto as minhas, para espanto de alguns!
Só hoje pude vir te agradecer pela visita ao Alma Acreana. Estive fora por algum tempo.
Parabéns por este espaço também, e sobretudo, pelo teu trabalho e dedicação à gente acreana.
Até mais!

Fraterno abraço!

Blogs Favoritos