Translate

27 de julho de 2010

Super exposição no acampamento



Lembrando do tempo das oficinas de fotografia.




Vista do acampamento, à noite.
--> Leia mais...

Luar na floresta derrubada


Luar na floresta derrubada, área do projeto Combustão de Biomassa da Floresta Amazônica. E do meu projeto de doutorado (na parte da floresta em pé)
--> Leia mais...

26 de julho de 2010

Um Senhor Jagube na Floresta



Nas intensas caminhadas que fazemos atrás das parcelas, no coração da floresta, algumas surpresas acontecem.

A notável da semana foi eu ter levado um susto de um casal de bacuraus que saíram do tronco de um paxiubão que eus estava medindo, bem à altura do peito. Depois do quase ser atropelado pelas aves, elas ficaram ainda me dando rasantes na cabeça até que desisti de ficar por ali, e até deixei a marcação da árvore de lado.

Outra. Na foto, meu fiel escudeiro Popó está ladeado por um grande representante da floresta. Um senhor. Imponente mas tranqüilo. Um grande cipó Jagube.
--> Leia mais...

Ponte sobre o Rio Juruá em julho de 2010



Aparece na foto, tirada de uma balsa no cruzamento da variante (ligação Cruzeiro do Sul para a BR-364), a situação atual das obras da ponte sobre o Rio Juruá. A ponte que terá forma de arco será suspensa por cabos de aço, terá 82 estacas, 550 metros de comprimento e 13 metros de altura e 4 faixas de rolamento.

A previsão é que a ponte esteja concluída em dezembro deste ano. A movimentação de caminhões é intensa, tanto daqueles da estrada quanto os da construção da ponte. Vamos esperar. Tomara mesmo, pois facilita demais a passagem para o outro lado do Rio, e como minha área de campo do doutorado é para mesma direção, significa uma economia de quase 40 km no trajeto!
--> Leia mais...

Olhando a floresta


Uma outra perspectiva no meu olhar pela floresta. Novas perspectivas são sempre interessantes. Essa ai foi feita pela perspectiva de uma lente olho de peixe.
--> Leia mais...

7 de julho de 2010

Equipe de campo, 1a etapa de julho



Apresento minha super equipe de campo, só fera! Da esquerda pra direita: a Mille, Glória, Eu, Walter 'baby', Daniela, Jéssica e Maiane; embaixo: Cristiana, Dieina e Bruno. Alguns dias na floresta e um retorno a cidade quase frustrado, mas que deu certo. E ainda por causa de uma falta de luz, ficamos sabendo dos resultados do jogos da Copa do Mundo, de sábado, somente no Domingo.
Não compareceram na foto mas deram o suor na mata, o Popó, o João, a Yara e a Samara.
--> Leia mais...

1 de julho de 2010

Prognóstico climático sazonal para a Amazônia Legal para julho e agosto de 2010

Fonte: Site SIPAM

De acordo com as análises de dados observacionais e prognósticos de modelos numéricos para a TSM, as águas superficiais na região do oceano Pacífico equatorial tenderão progressivamente nos próximos meses para um padrão de resfriamento. Com relação ao Atlântico tropical Norte, espera-se o predomínio de anomalias positivas de TSM, o que deverá influenciar o clima em grande parte da Amazônia, especialmente na porção norte, leste e algumas áreas do sul da região. Assim, o prognóstico sazonal para o trimestre é resumido a seguir:

Precipitação:

As chuvas deverão ocorrer acima dos padrões climatológicos no noroeste do Pará e centro e norte do Amapá.
Abaixo dos padrões climatológicos na faixa litorânea do Pará (incluindo o extremo norte da ilha do Marajó) e do Maranhão. Situação semelhante deverá ocorrer no noroeste e no oeste do Mato Grosso, estado de Rondônia e o leste e sul do Acre.
Nos estados do Amazonas e Roraima e centro-norte do Pará, a distribuição da chuva deverá ocorrer de maneira irregular, com pontos isolados de anomalias. E nas demais áreas, a chuva deverá ocorrer dentro dos padrões climatológicos.
Temperatura:
Acima da média em grande parte da Região Amazônica, exceto no estado do Acre e oeste e sul dos estados de Rondônia e Mato Grosso, onde as temperaturas deverão ocorrer dentro dos padrões normais. Eventos fortes de Friagens, poderão ocorrer durante o período. Por conta disso, novos recordes de frio poderão ser observados nos próximos 3 meses no sul da Amazônia. Destaca-se também a estação seca no sul da Amazônia, onde deverá ocorrer predomínio da massa de ar seco, dificultando a formação de nebulosidade, favorecendo grandes amplitudes de temperatura e a umidade relativa do ar podendo atingir valores abaixo de 30%, principalmente, nos estados de Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, sul do Pará e Maranhão.
--> Leia mais...

Blogs Favoritos