Translate

16 de agosto de 2009

Unidade de Conservação do Rio Crôa/Valparaíso será gerenciado pelo governo estadual





Sandra Assunção
(Agência de Notícias do Acre)

14-Ago-2009
Na área de 106 mil hectares vivem cerca de mil famílias, que sobrevivem basicamente da agricultura e do artesanato

croa_foto_gleilson_miranda_02.jpg
Moradores do Rio Crôa comemoram criação da unidade (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
croa_foto_gleilson_miranda_03.jpg
Artesanato com fibra de cipó é uma das fontes de renda (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
O Rio Crôa fica a uma hora de Cruzeiro do Sul pela BR 364 e o Valparaíso é um dos afluentes do Rio Juruá. Na área dos dois rios está sendo criada uma Unidade de Conservação que será gerenciada pelo governo do Estado, via secretaria de Meio Ambiente - SEMA. Vivem na área de 106 mil hectares, cerca de mil famílias, que sobrevivem basicamente da agricultura e do artesanato.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Eufran Amaral, explica que as Consultas Públicas já foram feitas e o processo agora está no estágio de regularização fundiária por parte do Incra. Há terras que precisam ser arrecadadas, outras desapropriadas. O secretário conta que o governo entrou de forma contundente na criação da unidade porque a região é um mosaico: no beiradão dos rios o potencial é de produção e dentro da área, o potencial é de conservação, garantindo o modo de vida tradicional dos moradores. "O Incra fica responsável pelo beiradão com um Assentamento agroextrativista de várzea e o governo do Estado, por meio da SEMA é responsável pela gestão da Reserva de Desenvolvimento Sustentável, que permite o uso racional da floresta. Será uma gestão territoral integrada, Ibama, Incra, Sema", ressalta Eufran.

Outra vantagem para os moradores da região com a criação da Unidade é com relação à regularização fundiária. Hoje os moradores são posseiros, com a criação da unidade passam a ter o título de concessão real de uso da terra, que permite o acesso a crédito e todos os programas disponíveis.

Francisca Teixeira, presidente da Associação das Mulheres Artesãs do Rio Crôa, diz que a expectativa dos moradores é grande com relação a criação da unidade de conservação. "Hoje temos caçadas com cachorro e desmate. Com a Reserva, vamos ter mais fiscalização e acesso a recursos e energia elétrica. Vamos ter a certeza de que o Rio Crôa vai continuar sendo um dos lugares mais bonitos do Juruá. Ainda nem somos reserva e a SEMA oferece constantes cursos e capacitações importantes na nossa organização e produçaõ ", relata a moradora.

O Rio Crôa, tem água escuras e espelhadas e abriga vitórias régias e a Associação de Mulheres Artesãs produz peças de fibras e cipós que já são vendidas em grandes redes de lojas de São Paulo.

Hélio Pinho da associação dos produtores do Rio Valparaíso, diz que ainda há muita caça e peixes na área e a criação da Unidade de Conservação vai garantir a preservação das riquezas naturais com desenvolvimento. "Vamos ter nosso peixe, a caça e o roçado. E com os documentos vamos receber créditos moradia, instalação e investimento do Incra, coisa que agora é impossível", relata o agricultor do Alto Juruá.

0 comentários:

Blogs Favoritos