Translate

29 de abril de 2007

Carta da Sil: Ocupação Verde de 1999


Queridos espalhados pelo mundo, trabalhantes e estudantes, Srs., Sras. e crianças....


Uma tarde que poderia ser como qqer outra, e o foi, em sua singularidade.
Passando perto dos vovôs Montenegro, lembro-me de nosso 1º plantio campineiro, e resolvi ir visitar nossas plantinhas. ENEB 1999.....mais de 7 anos... Há muito lá não vou, mas não tive dúvida do percurso. O Parque continua fantasma, pouquíssimo uso para tanto espaço.
Em direção ao Teatro de arena, em frente à área do plantio, a percepção já foi diferente: havia um descampado por aqui.. O dia do plantio, trabalho duro e sol na cabeça, enxada para cá e para lá, Seu Sebastião dando de 10 em todos nós.. Ué, será que me enganei?
E ao terminar a pergunta, vejo uma Cordia (exótica, né Mi?) e me lembro que ela já estava ali.
Ou seja, eu estava no lugar certo.
Ele é que havia se transformado.
Passei por entre as árvores, ainda há um caminho, no qual antes lutávamos com o mato. É um bosque hoje. Toda aquela área, todas as mudas, carrega água daqui para lá, e pega carrapato, um violão,... Muito, muito sol....
Eu ali, na sombra das árvores, era como se estivesse vendo todos nós em silêncio no dia do plantio. Eles estão gdes, 3m, 5m ... E todos nós estávamos presentes lá também. Em silêncio Via Marcus com seu chapéu, as mudas passando de lá para cá.
E então vi um velho e morto eucalipto. Vcs se lembram dele? marcava o fim da área de plantio. Mesmo morto desde então, continua lá. Enorme. Lembrei de alguns de nós aos pés dele. Eles antes rodeado de mato, e agora, o sol não bate no chão. Jatobás, Guapuruvus, Paus-ferro, Ingás .... e tudo com letra maiúscula sim!

E enquanto estava ali, como se o ar estivesse mais denso e me ajudásse a flutuar em beleza e lembrança, mais um presente: um lidíssimo tucano, seu laranja resplandecente, vem voando e paira no eucalipto. E lá fica.
Ao me ver, salta mais uns galhos para cima.. proteção. E lá fica. Lindo, lindo, tingindo com seu laranja o céu azul que havia por detrás.

Pensar e realizar um trabalho coletivo e com amor e entrega é bonito por si só, e cria uma luz rosa no mundo. Depois de anos se deparar com ele é estonteante.

Obrigada.

0 comentários:

Blogs Favoritos